segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Ser

Silencio. A voz, o peito, o desejo. 
Observo-me por dentro de fora. Deixo o tempo ruir o que era certeza. 
Absorvo a fluidez do vento quando há sussurros pelo cabelo cortado. Incontáveis vezes.
Vejo a imensidão do céu, a vida me escorrer pelos dedos e a impotência debruçada no meu pescoço. 
Vontade de romper com o mundo, queimar meus navios, sair do compasso, desbotar as minhas cores, reimaginar miragens.
Descobrir o bem querer, o que querer, o que fazer.
E ser. Só, somente só. Só ser.
© Califasia - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Beatriz Miranda.
imagem-logo