sábado, 22 de setembro de 2012

O segredo



É bastante tênue a linha entre o equilíbrio e a desordem, a luz e o breu, a alegria e a tormenta.
Um dia, tudo parece transcender o caos. E o sol brilha mais, e as flores nos sorriem seus risos perfumados.
Mas, repentinamente, uma fagulha de negatividade invade a calmaria. E tudo desanda, estanca, desbanca.
Assim, deumavezsó.
Hora crítica de inspirar e expirar e matutar e esperar. Sem se perder pelo caminho.
Que tudo é um ciclo, que tudo que vai, se tiver que voltar, volta, que o mundo não faz o movimento de rotação e translação só pra termos dias e noites e quatro estações.
Não adianta ter pressa, nem se indignar, muito menos ser precipitado.
Atente pro que está ao seu alcance, olhe para os lados, fale o que tem que ser dito, siga sua intuição.
Felicidade pode ser qualquer coisa - um dia de sol, um abraço aconchegante, um sorriso inesperado, um desejo saciado.
É o conceito mais simples: a verdadeira beleza mora na simplicidade.
Share This
© Califasia - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Beatriz Miranda.
imagem-logo